Você já deve ter ouvido termos como dados na nuvem, computação em nuvem, certamente o assunto está em todas reuniões de equipes de TI. Fazer um backup e enviar os dados para a nuvem, por exemplo, se tornou rotina dentro de diversas empresas. Mas você sabe o que é verdade ou não quando o assunto é “nuvem”? É por isso que vamos esclarecer agora diversos mitos da computação em nuvem.

  • E por que esse esclarecimento é relevante? Entenda que, se os seus dados estão em uma nuvem, você precisa saber tudo sobre esse mecanismo, sobretudo o que há por trás desse conceito e desta forma, evitar problemas no futuro. Veja abaixo!

1. A computação da nuvem é sempre mais econômica

É preciso tomar muito cuidado ao usar a palavra sempre em qualquer assunto. De fato, a nuvem pode ser melhor, economicamente falando, do que armazenar os dados em um servidor interno, mas em alguns casos, o custo pode ser mais elevado.

Quer um exemplo? Digamos que você tenha diversos Desktops Virtuais funcionando 8 horas por dia por usuários com alta carga de trabalho . Isso certamente consumirá muitos recursos computacionais que serão muito mais caros do que a aquisição de um PC padrão.

2. A tecnologia da nuvem tira empregos

Primeiramente as pessoas insistem em dizer que a tecnologia tira o emprego das pessoas, o que não é verdade. Afinal a cada máquina criada é necessário também uma pessoa ou uma equipe para manuseá-la da maneira correta.

Assim, quanto mais dados na nuvem são criados para auxiliar as empresas, mais será necessário ter pessoas capacitadas para cuidar desse tipo de armazenamento.

3. Um servidor interno é mais seguro que a nuvem

Esse também é outro mito muito divulgado. Os seus dados não estarão simplesmente espalhados pela rede. Eles estarão em um servidor e somente você e demais pessoas autorizadas terão acesso.

As mesmas dificuldades quanto à segurança que o setor de TI (ou uma terceirizada) enfrenta com os dados em um servidor interno, também assim será na nuvem. Contudo neste último caso, a empresa que fornece esse serviço também é responsável pelos seus dados.

4. Migrar para nuvem é difícil

Certamente você já está pensando, há algum tempo, em migrar para nuvem. Mas já encontrou um monte de pessoas dizendo que é algo muito trabalhoso e de grande complexidade.

Inegavelmente, pode ser um pouco mais difícil, no caso de a empresa usar servidores que já estão ultrapassados. Porém, ainda assim, é possível realizar um projeto de migração seguro caso você tenha ajuda de uma empresa que seja experiente no assunto, é possível deixar essa tarefa sob os cuidados de um especialista e fazer a migração sem complicações e em pouco tempo. Entretanto esse processo pode ser muito difícil e até mesmo não ser bem sucedido.

5. A nuvem pode ser usada para tudo

As características de computação na nuvem, ao contrário do que muitos dizem, não estão adequadas para todo e qualquer negócio. Existem alguns programas e aplicativos que podem não funcionar muito bem na nuvem, mesmo com a mudança de vários parâmetros.

Para tomar a decisão do que vai para a nuvem, você precisa pensar, por exemplo, no custo-benefício, pesquisar sobre a empresa responsável por manter os seus dados, avaliar os acordos de níveis de serviços, se as funcionalidades presentes atendem aos processos de negócios existentes e assim por diante.

Existem muitos mitos de computação em nuvem que precisam ser desfeitos. Esses citados aqui são os principais. Com essas informações você ter uma base para conseguir uma boa decisão para sua empresa.

Ajude outras empresas a entender melhor sobre o assunto e compartilhe este post nas suas redes sociais!